• Palmas, 14 de outubro de 2019
  • Assine nosso RSS

Newsletter

Artigos

Flávio Moura
Perfil: Administrador

Colocando a casa em ordem

13/01/12 08h24

Na linguagem corporativa, colocar a casa em ordem significa tomar providências para que os resultados sejam melhores que os obtidos anteriormente.

Durante os preparativos para as festas de final de ano, passamos por um período de profundas reflexões sobre nossas vidas, onde pensamos sobre os acertos, erros, os resultados obtidos e, principalmente, o que queremos conquistar ou mudar nesse próximo ano. Nas organizações não é diferente, muitos gestores aproveitam os últimos dias do ano para avaliar o que foi realizado, verificar as necessidades ainda latentes e planejar as ações futuras.

Ter planos e vontade de colocar a “casa” em ordem não são suficientes, é preciso mais. É PRECISO PLANEJAR. Um planejamento bem feito, estruturado e alinhado com a estratégia competitiva adotada é simplesmente indispensável para as organizações, uma vez que existem inúmeros recursos, personagens e condicionantes que precisam ser corretamente geridos para garantir a sobrevivência e o sucesso da companhia.

Seguem abaixo algumas dicas para você contribuir ativamente com o planejamento de sua empresa:

A primeira dica é conhecer muito bem a real situação em que a área, departamento e/ou organização se encontra. Na fase de planejamento muitos problemas inicialmente ocultos se tornam aparentes, portanto, é necessário definir as prioridades dentre aquilo que não vai bem. Dê preferência para o que têm impacto maior nos objetivos estratégicos da empresa.

Ao identificar os problemas críticos, separe o que chamamos de problemas localizados, como por exemplo, uma grande quantidade de produtos reprovados, alto índice de pedidos emitidos incorretamente, etc. São problemas que dependem única e exclusivamente do desempenho da sua área. Para cada um deles, defina um item de controle, onde serão comparados os resultados com as metas estipuladas. Se não existirem metas, é hora de definí-las, pois caso contrário não será possível ter uma visão clara de onde se pretende chegar. Outro tipo de problema que deve ser identificado é aquele relacionado aos aspectos interfuncionais que, como o próprio nome diz, são muito mais abrangentes. Esses, por sua vez, devem ser desdobrados para facilitar sua análise e deixar muito mais claro a fonte do problema.

O próximo passo é realizar um plano de ação, definindo prazo, cronograma de atividades, necessidades de recursos e estimativa de custos. É o momento de detalhar tudo que será feito e o que não será feito. Na elaboração do plano de ação, leve em consideração os riscos existentes, pois podem existir fatores que têm impacto direto nas suas ações e nem sempre poderão ser controlados ou influenciados por você.

No entanto o planejamento não serve só para corrigir falhas, serve também para buscar melhorias naquilo que hoje já obtém bons resultados. Por melhor que seja o seu gerenciamento, sempre há possibilidades de melhorias. Esse pensamento deve estar presente em todos os níveis hierárquicos da empresa. Quando pensamos em colocar a “casa em ordem”, estamos pensando em tomar providências para que os resultados sejam os melhores possíveis, eliminando a maior parte dos fatores que levem aos resultados ruins.

Gestores, lembrem-se que é muito mais difícil obter excelentes resultados se você estiver dedicando grande parte do seu tempo em ações operacionais. Você deve planejar a sua rotina e o seu tempo de forma a gerenciar de forma estratégica. Dedicação e planejamento são ingredientes necessários para que você renove seu otimismo, sua persistência. Arregace as mangas, coloque a “casa” em ordem e busque grandes conquistas.

Sucesso em 2012!

Av. JK 110 Norte Lote 11 - Cep: 77.006-130 - Palmas - TO
Telefone/Fax : (63) 3215 3291
© 2019 SESCOOP. Todos os direitos reservado - Este material não pode ser reutilizado sem prévia autorização